Seleção Brasileira visita exposição de futebol feminino no Pacaembu

Poderia até ser uma sensação de déjà vú, quando sente que já esteve naquele lugar antes. Não era, mas sim um sentimento familiar. Ao andar pelos corredores, o reconhecimento de feitos realizados por elas. Uma justa homenagem as que nunca desistiram, mesmo diante dos obstáculos. Uma homenagem a elas que são também a história do futebol feminino.

 

Ontem (30), a Seleção Brasileira visitou a exposição que vem fazendo sucesso no Museu do Futebol no Estádio do Pacaembu: Contra-Ataque as Mulheres do Futebol. Uma mostra que conecta o passado, o presente e o futuro, sendo elas – as jogadoras – as protagonistas de anos de luta e pionerismo.

 

Aos passar pelos corredores, Formiga era uma das mais baladas pelos visitantes. Entre uma selfie aqui e outra ali, via sua história contada como nunca antes. O reconhecimento de 25 anos de muita dedicação e amor pelo futebol feminino.

 

– É emocionante você ver a história do início até aqui. É gratificante saber que têm pessoas que estão trabalhando por trás para que a nossa história não morra. Porque as crianças na verdade precisam conhecer o que é o futebol feminino. Eu fico feliz de ver isso tudo aqui, que se mantenha que as pessoas venham e tenham o interesse de saber mais sobre o futebol feminino e a mulher no esporte – ressalta Formiga.

 

Em uma das homenagens, o museu guarda uma escada onde mescla nomes da nova geração e outros que já fizeram história com a camisa do Brasil. Faltam até degraus para tantas jogadoras importantes.

 

– Eu acho que estar aqui hoje, representa muito mais do que o esporte. Representa esse lado humano, do reconhecido do que a gente faz pelo nosso país. Pra mim, estar aqui hoje é um momento muito especial e estar vendo meu nome é muito gratificante – ressalta Simone Jatobá, técnica da Seleção Feminina Sub-17.

 

Seleção Brasileira visita exposição de futebol feminino no PacaembuSeleção Brasileira visita exposição de futebol feminino no Pacaembu
Créditos: Mauro Horita/CBF

 

Fonte: CBF

Futebol