Com gol de Daniel Alves, São Paulo vence o Ceará por 1 a 0 pelo Brasileirão

Com casa cheia, o São Paulo recebeu o Ceará, pela 15ª rodada do Brasileirão, e fez valer o mando de campo para conquistar uma vitória por 1 a 0. No Morumbi, brilhou a estrela de Daniel Alves, que marcou o único gol do jogo. Com o resultado deste domingo (18), o Tricolor segue na quinta posição e soma agora 27 pontos. Já o Vozão tem 20 e ocupa a 11ª colocação.

 

O jogo

 

Estreando com a camisa do Tricolor paulista, Daniel Alves mostrou suas credenciais antes do primeiro minuto de jogo. Depois de receber cruzamento de Reinaldo, o camisa 10 bateu de primeira para boa defesa de Diogo Silva. Aos 12, foi a vez do Ceará chegar com Perigo. Fabinho saiu em velocidade pela direita e tocou para Samuel Xavier, que soltou o pé, mas parou nas mãos do arqueiro Tiago Volpi. A partir daí, as chances só voltaram a aparecer nos minutos finais da etapa inicial.

 

Já na marca dos 38, Thiago Galhardo quase marcou um gol olímpico no Morumbi. A resposta do São Paulo foi rápida e certeira. Juanfran fez boa jogada e achou Raniel dentro da área. O atacante ajeitou para Daniel Alves, que com categoria escapou da marcação e bateu direto para o fundo das redes, aos 39: 1 a 0. Querendo estragar a festa tricolor, o Vozão voltou ao ataque, aos 42 minutos. Samuel Xavier arriscou o chute da entrada da área e viu Tiago Volpi voar para evitar o empate. Segundos antes do intervalo, Daniel Alves cobrou falta direto para o gol rente à meta alvinegra.

 

O jogo voltou para o segundo tempo em ritmo acelerado. Logo nos primeiros minutos, o time da casa teve duas chances para ampliar a vantagem. Na primeira, Raniel esbarrou na trave e, na segunda, Antony parou nas mãos de Diogo Silva. Já o Ceará chegou com perigo com João Lucas e Thiago Galhardo. Nos minutos finais do duelo, as equipes testaram o coração do torcedor. Aos 39, Raniel quase ampliou para o São Paulo. E, aos 45, o Vozão assustou depois de boa jogada de Samuel Xavier, mas Matheus Gonçalves não conseguiu completar para o gol.

Seleção Sub-17: convocados para amistosos na Inglaterra em setembro

A Seleção Brasileira Sub-17 disputará três amistosos contra as seleções da Inglaterra, Austrália e Coreia do Sul no período de data FIFA em setembro. O quadrangular entre as equipes será realizado na Inglaterra nos dias 6, 8 e 10 do próximo mês.

 

O técnico Guilherme Dalla Déa convocou 22 jogadores para essa etapa da preparação do time Sub-17 para a Copa do Mundo da categoria, que acontece no Brasil entre os dias 26 de outubro e 17 de novembro. A delegação se apresenta e viaja no dia 1º de setembro e retorna ao Brasil no dia 12.

 

No dia 6 de setembro, a Seleção Sub-17 encara a Coreia do Sul às 15h (horário local) no St George’s Park, o centro de treinamento da seleção inglesa, em Stafforshire. No dia 8, a equipe de Guilherme Dalla Déa enfrenta os donos da casa às 17h (horário local), no estádio do Hednesford Town F.C. A equipe encerra a participação no dia 10 contra a Austrália , às 15h (horário local), novamente no St George’s Park.

 

Confira a lista de atletas convocados para a etapa: 

 

 

Os atletas que poderão entrar em campo por suas equipes profissionais na rodada do Campeonato Brasileiro do dia 1º de setembro, data da viagem para Inglaterra, terão logística adequada para que possam ser relacionados por seus clubes nessas partidas.

 

Fonte: CBF

Tite convoca a Seleção Brasileira para amistosos no mês de setembro

Após conquistar a Copa América 2019 em julho, o técnico Tite voltou a convocar a Seleção Brasileira na manhã desta sexta-feira (16). Na sede da CBF, o treinador divulgou a lista de 23 jogadores que disputarão os amistosos da Data FIFA de setembro deste ano.

 

Os dois próximos compromissos da Seleção Brasileira serão nos Estados Unidos. No dia 6 de setembro, os comandados de Tite enfrentam o Peru, em Miami, no Hard Rock Stadium. Quatro dias depois, em Los Angeles, o Brasil pega a Colômbia no Los Angeles Memorial Coliseum.

 

Como de praxe, logo após o anúncio dos convocados, o técnico Tite, seu auxiliar Cléber Xavier e o coordenador de Seleções Juninho Paulista conversaram com a imprensa. Perguntado sobre as novidades na lista da Seleção Brasileira, como o goleiro Ivan, o zagueiro Samir, o lateral Jorge e o atacante Bruno Henrique, o treinador explicou que os amistosos servem para oportunizar novos jogadores e destacou as qualidades de cada um.

 

– O Ivan vem dentro daquela ótica dos amistosos de oportunizar atletas mais jovens para que eles se consolidem. Não tem sentido pegar três atletas de alto nível para a posição. Aí tu traz um jovem também no sentido de formação. O Jorge já esteve em duas convocações conosco e vive um grande momento no Santos. O Samir está nesse mesmo contexto, temos acompanhado ele na Udinese, tem três temporadas italianas em alto nível. E o Bruno Henrique vem se destacando no Flamengo, jogador que faz gol, que dá assistência… Tem aí uma série de componentes que levaram a estas convocações – analisou Tite.

 

A próxima Data FIFA começa no dia 2 de setembro. Como de costume, a comissão técnica da Seleção Brasileira se apresentará um dia antes em Miami.

 

Confira a lista de convocados:

GOLEIROS

Éderson – Manchester City (ING)

Ivan – Ponte Preta

Weverton – Palmeiras

DEFENSORES

Daniel Alves – São Paulo

Fágner – Corinthians

Alex Sandro – Juventus (ITA)

Jorge – Santos

Marquinhos – Paris Saint Germain (FRA)

Thiago Silva – Paris Saint Germain (FRA)

Eder Militão – Real Madrid (ESP)

Samir – Udinese (ITA)

MEIAS

Casemiro – Real Madrid (ESP)

Fabinho – Liverpool (ING)

Arthur – Barcelona (ESP)

Allan – Napoli (ITA)

Lucas Paquetá – Milan (ITA)

Philipe Coutinho – Barcelona (ESP)

ATACANTES

Neymar – Paris Saint Germain (FRA)

Vinicius JR. – Real Madrid (ESP)

David Neres – Ajax (HOL)

Roberto Firmino – Liverpool (ING)

Richarlison – Everton (ING)

Bruno Henrique – Flamengo

 

Fonte: CBF

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Seleção Sub-15 é convocada para amistosos no Chile nos dias 28 e 30

O técnico da Seleção Sub-15, Paulo Victor Gomes, convocou 22 jogadores para a disputa de dois amistosos contra o Chile, em Santiago, nos dias 28 e 30 de agosto. Os locais e horários dos confrontos na Capital chilena ainda não estão definidos.

 

Está será a 9ª etapa da preparação do time para o Sul-Americano da categoria, que acontece entre novembro e dezembro deste ano, na Bolívia. Os grupo convocado se apresenta no próximo dia 25, no Rio de Janeiro, e será liberado no dia 31.

 

Confira abaixo a lista de convocados para a Seleção Brasileira Sub-15:

 

 

A Seleção Brasileira Sub-15 já realizou oito amistosos internacionais desde o segundo semestre de 2018 e venceu todos os duelos.

 

27/09/2018 – Brasil 4 x 1 Chile
30/09/2018 – Brasil 6 x 1 Chile
25/10/2018 – México 2 x 3 Brasil
27/10/2018 – México 1 x 6 Brasil
25/06/2019 – Uruguai 1 x 2 Brasil
27/06/2019 – Uruguai 1 x 3 Brasil
23/07/2019 – Brasil 3 x 1 Paraguai
26/07/2019 – Brasil 3 x 1 Paraguai

 

 

Fonte: CBF

Foto: Thais Fernandes/CBF

Seleção Sub-17: técnico Guilherme Dalla Déa ajusta equipe para o Chile

A Seleção Brasileira Sub-17 treinou ontem (13) na parte da tarde no CT do Goiás Esporte Clube, em Goiânia. O técnico Guilherme Dalla Déa aproveitou o dia para fazer ajustes na equipe pensando no estilo de jogo do Chile, adversário dos dois amistosos desta semana. O grupo de jogadores participou de duas atividades táticas que simularam situações de jogo. Antes de irem para o campo, os atletas receberam todas as informações necessárias para a execução das tarefas.

 

O que se viu no gramado foi muita movimentação e intensidade dos meninos. A equipe sabe que o período em Goiânia significa uma oportunidade única na preparação para a Copa do Mundo de mostrar sua qualidade e credenciais por uma vaga entre os 21 na convocação final. O Mundial FIFA da categoria começa no dia 26 de outubro e será realizada no Brasil. Goiânia, Brasília e Cariacica são as cidades sedes.

 

– Nossa cabeça está focada nesses dois jogos contra o Chile. Sabemos da importância desses amistosos na preparação para o Mundial. Estamos muito felizes de estar aqui com a Seleção Brasileira. Esse é o nosso objetivo. No treino de hoje, o professor nos passou algumas informações sobre o Chile. E no campo, a gente pode trabalhar para não sermos surpreendidos na partida – afirmou o meio campista Reinier, do Flamengo.

 

A Seleção volta a treinar nesta quarta -feira às 10h30 no CT do Goiás Esporte Clube. Será a última atividade antes do primeiro embate contra os chilenos.

 

Fonte: CBF

Foto: Bruno Pacheco/CBF

Caboclo recebe Comenda da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho

O presidente da CBF, Rogério Caboclo, recebeu a Comenda da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho em uma concorrida solenidade na sede do TST, em Brasília (DF), ontem (13). O dirigente foi condecorado com honraria no Grau Comendador. Na mesma cerimônia, o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, também foram agraciados, além de ministros do governo, ministros do STF, comandantes militares e juristas.

 

– É um privilégio estar aqui no maior Tribunal Trabalhista do país. Um dos maiores do mundo em termos de números de ações, de uma super eficiência e de ministros modernos, como é o caso do ministro Caputo Bastos, que é um profundo estudioso do direito trabalhista na área específica do futebol e do esporte. É com muito entusiasmo que a gente recebe uma condecoração dessa. É um reconhecimento ao trabalho que a gente inicia, ao trabalho que a CBF vem fazendo, e, principalmente, das melhorias que estão sendo implementadas em termos trabalhistas, de geração de empregos, da cadeia produtiva do futebol, feito por esta corte tão respeitada. Me sinto honrado – declarou o presidente Rogério Caboclo.

 

A Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho foi instituída para homenagear quem se destaca no exercício de sua profissão, serve de exemplo para a sociedade ou, de algum modo, contribui para o engrandecimento do Brasil. A solenidade foi realizada pela primeira vez em 1970 e, neste ano de 2019, apresentou 51 agraciados, sendo 49 pessoas e duas instituições, a Associação Pestalozzi de Brasília e a Faculdade de Direito da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

 

Fonte: CBF

Foto: Fellipe Sampaio / TST

Com time alternativo e fora de casa, Grêmio é superado pelo Flamengo

O Grêmio enfrentou na noite deste sábado, 10, o Flamengo, no Maracanã, em partida válida pela 14ª rodada do Brasileirão. Com um time alternativo, o Tricolor acabou superado pelo placar de 3 a 1.

 

Os minutos iniciais foram de um jogo equilibrado e estudado por ambas as equipes. Aos 6’, Thaciano serviu Pepê, que avançou para o meio e deu um passe para Léo Moura, mas Arrascaeta cortou. Na sequência, os donos da casa tentaram responder com Berrío, que recebeu na esquerda e fez um cruzamento. Gerson ajeitou para Cuellár, mas David Braz afastou.

 

Com uma oportunidade de bola parada, aos 15’, o rubro-negro ameaçou com Arrascaeta, que cobrou uma falta da intermediária direto na meta defendida por Júlio Cesar, mandando por cima. Já o Grêmio fez uma grande jogada com Luan acionando Pepê na esquerda. O atacante recebeu e fez o cruzamento, mas Rafinha tirou de carrinho pela linha de fundo, com 18’. Depois do escanteio cobrado, a bola ficou viva dentro da área, até que chegou a Luciano – ele finalizou, mas nas mãos do goleiro adversário.

 

Outra grande chance gremista foi aos 22’, em uma jogada de Léo Moura, que com um belo passe, acionou Pepê, que recebeu, passou pela zaga e chutou – a bola bateu na rede pelo lado de fora, mas a arbitragem assinalou impedimento do atacante. Os cariocas responderam com Bruno Henrique no minuto seguinte, que depois de boa tabela, cruzou, mas ninguém chegou.

 

O placar foi aberto aos 28 minutos, com Willian Arão, que já na área, recebeu um passe e chutou forte no canto direito, sem chances para Julio César. A partir daí, o jogo ficou melhor para os cariocas, mas o Tricolor conseguiu segurar o placar e até empatar ainda na etapa inicial. Aos 44’, Luan cobrou uma falta em cima da barreira – no lance, David Braz foi puxado pela camisa e caiu. Após análise do VAR, a arbitragem assinalou penalidade. Galhardo foi para a cobrança, mandou no canto esquerdo de Diego Alves e deixou tudo igual no Maracanã, aos 50’.

 

No segundo tempo, o Flamengo quem criou as primeiras chances. Berrío fez um cruzamento na área, Bruno Henrique desviou de cabeça, mas por cima do gol, logo aos 2 minutos. Aos 4’, o rubro-negro conseguiu chegar ao seu segundo gol. No lance, Bruno Henrique finalizou, a bola explodiu na trave e voltou para a pequena área, onde estava Arrascaeta bem posicionado. Ele chutou no canto esquerdo de Júlio Cesar, mandando para o fundo das redes. O Grêmio tentou responder com bola parada, aos 7’, quando Galhardo colocou no segundo poste, buscando Luciano, mas Diego Alves se antecipou e fez a defesa. O Flamengo chegou novamente aos 10’, com Rafinha avançando pela direita. Ele passou pela marcação e cruzou para Arrascaeta, que desviou de cabeça, mas pra fora. No lance seguinte, Gerson arriscou e chutou forte, mandando a bola na trave.

 

O Grêmio tentou aos 16’, com Darlan buscando acionar Everton na área, mas Rafinha conseguiu o corte. Já os donos da casa seguiram superiores na partida e ameaçaram de novo com Bruno Henrique recebendo e chutando forte, mandando por sobre a meta, quase aos 30 da etapa complementar.

 

Outra chance tricolor veio em cobrança de falta da intermediária de ataque. Luan cobrou na área, a zaga afastou e a bola voltou a Pepê, que chutou, mas pegou mal. Em resposta, Arrascaeta recebeu um cruzamento e finalizou, obrigando Julio César a uma grande defesa. Com 36’, Juninho Capixaba cruzou rasteiro para Thaciano chegar e quase finalizar, mas Diego Alves se atirou para defender. Em seguida, foi a vez de Pepê tentar a finalização com meia bicicleta, mas a bola saiu por cima da meta.

 

Aos 40′, Patrick acionou Da Silva na área, que dividiu com Pablo Marí e caiu dentro da área. Após análise do VAR, nada foi assinalado. Já o Flamengo conseguiu chegar ao terceiro gol nos acréscimos, com Everton Ribeiro, que chutou e mandou para o fundo das redes, no canto esquerdo do arqueiro gremista.

 

Com o resultado, o Tricolor não soma pontos nessa rodada.

 

Fonte: Site Oficial/Grêmio

Foto: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

Com grande atuação, São Paulo vence o Santos e chega à 3ª vitória seguida

Na tarde deste sábado (10), com a presença de mais de 47 mil torcedores, pela 14ª rodada do Brasileirão, o São Paulo bateu o líder da competição, o Santos, por 3 a 2 e garantiu mais três pontos no campeonato. Alexandre Pato, duas vezes, e Reinaldo, de pênalti, foram os autores dos gols são-paulinos.

 

Com o triunfo, o São Paulo chega a marca de 1000 vitórias no Estádio Cícero Pompeu de Toledo.

 

O clássico paulista começou com muita intensidade. Os dois times buscavam o ataque e utilizavam da velocidade para chegar ao gol. Com uma marcação pressão na saída de bola do adversário, o São Paulo que protagonizou os lances de perigo no início da partida. Depois de uma bela troca de passes, aos 3 minutos, Raniel arriscou de canhota e acertou o lado de fora da rede. Aos 12, Reinaldo bateu escanteio e Raniel cabeceou com perigo. O Santos jogava no contra-ataque e foi assim que, aos 43 do primeiro tempo, em jogada que começou com uma defesa do goleiro santista, contra-atacou e abriu o placar com Eduardo Sasha.

 

O São Paulo voltou novamente ligado para o segundo tempo e logo no início, em escanteio cobrado por Reinaldo, a bola sobrou nos pés de Alexandre Pato, que dominou e chutou de direita para empatar. Em seguida, aos 8 minutos, mais um escanteio para o Tricolor, e na cobrança a bola bateu no braço de Aguilar. O juiz marcou pênalti, e Reinaldo bateu forte no canto para virar a partida.

 

Mesmo com a vantagem no placar, o Tricolor continuou criando oportunidades de gol. Aos 19, Raniel arriscou de fora e Everson fez uma grande defesa. Aos 25, Reinaldo roubou a bola, tocou para Pato, que cortou o zagueiro e finalizou com força. Mais uma grande defesa do goleiro santista.

 

Foi nessa intensidade que, aos 26 minutos, Pato roubou a bola no meio do campo, passou por dois defensores santistas e finalizou no alto, sem chances para o goleiro, 3×1. O Santos chegou a descontar no fim da partida, em um gol contra de Raniel.

 

Fim de jogo, 3 a 2 para o Tricolor e marca histórica no Morumbi: vitória de número 1000 do São Paulo no estádio!

 

O time volta a campo no próximo domingo (18), às 16h, no Morumbi, contra o Ceará, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

Fonte: Site Oficial/SPFC

Foto:  Ivan Storti/Santos FC

 

Davi se inspira no pai em busca do primeiro título com o Corinthians

Não é de hoje que o Corinthians está na vida de Davi. Goleiro do Timão, o arqueiro entra em campo neste sábado(10) para a ida da final do Campeonato Brasileiro Sub-17, contra o Flamengo, no Pacaembu. Mas a história entre Davi, sua família e o Corinthians começou a ser escrita há mais de 20 anos.

 

O ano era 1996 e o Corinthians precisava de um reforço para o ataque. Foi até a Portuguesa e contratou Tiba. O atacante aparecera para o mundo do futebol seis anos antes, quando ainda vestia a camisa do Bragantino. Foi dele o gol que deu o título do Campeonato Paulista ao Bragantino, em 1990.

 

Sua passagem pelo Timão não foi das mais marcantes. Vítima de uma séria lesão no joelho, não conseguiu mostrar seu melhor futebol e acabou pouco utilizado pelo clube. Mas foi o suficiente para aprender bastante sobre o time. Atualmente, o legado de Tiba está representado pelo jovem Davi, goleiro do sub-17 do Corinthians, que ouve desde cedo sobre como seria atuar no clube.

 

Davi Guedes e famíliaDavi (à esquerda) com a sua família. Ao centro, o pai, Tiba.
Créditos: Instagram Davi Guedes

 

– Ele jogou aqui no Corinthians por dois anos, tem seu nome na história do clube. E agora é minha chance de escrever o meu também.  Sempre me disse que era um time de muita raça. Que a torcida era fantástica, que seria muito difícil, porque era um dos maiores clubes do Brasil – destacou Davi, em entrevista ao site da CBF.

 

A presença de Tiba foi fundamental para a trajetória de Davi no futebol. Mesmo jogando em uma posição completamente diferente da do pai, o goleiro ouve atentamente a cada conselho que ele lhe dá. Após os jogos, mesmo quando o pai não consegue acompanhar in loco, eles trocam mensagens. Sempre que pode, Tiba também arrisca uns chutes contra o filho, que garante: passa muito mais dificuldade contra ele do que contra os atacantes de sua categoria.

 

Fonte: CBF

Foto: Leandro Lopes/CBF